as palavras mais simples [PORTES GRÁTIS]

as palavras mais simples [PORTES GRÁTIS]
Editora: POÉTICA EDIÇÕES
Autor: gisela gracias ramos rosa
Pontos de fidelidade: 12
Disponibilidade: Em stock
Preço: 14,90€

 

 

Prefácio de Ricardo Gil Soeiro | Aguarelas de Rui Paes

--

Há entre mim e o outro, a linha 

de um lugar comum.

gisela gracias ramos rosa*, em "as palavras mais simples"

--

"É do início que aqui se fala. 
De como as coisas, na sua inviolável nudez, ousam principiar, insinuando-se ao esplendor das palavras. De como estas depois se avizinham do coração inaugural de quem, assim desarmado, as lê. Esta é uma poesia genesíaca, em que a linguagem se assume, de pleno direito e sem concessões, como sopro vital, magma demiúrgico, respiração pulsante."

excerto do prefácio por Ricardo Gil Soeiro

GISELA M. GRACIAS RAMOS ROSA nasceu em 1964, no Maputo. Licenciada em Relações Internacionais, Mestre em Relações Interculturais e pós-graduada em Migrações Etnicidade e Racismo, desenvolveu um estudo em antropologia visual sobre a Imagem, das margens e da diferença, ligada a grupos periféricos em sociedade; sobre este tema publicou um artigo, em colaboração, com José Machado Pais, na Colectânea “A Juventude vai ao Cinema” (Univ. S. Paulo, Brasil, editora Autêntica). Trabalha no Ministério da Justiça em Lisboa desde 1988, onde ingressou como escriturária, e é perita forense desde 1992.
Encontra na poesia uma das melhores revelações do mundo e via para elevar o humano; publicou um diálogo de poesia com António Ramos Rosa, Vasos Comunicantes” (iniciado em 2004 e publicado em 2006). Colaborou em várias Antologias poéticas, Um poema para Ramos Rosa, Um poema para Agripina, Um poema para Fiama, O Prisma das Várias Cores, Viana a Várias Vozes (Viana do Castelo), Saudade (Amarante), Alquimia da Água (Huelva), Alquimia da Terra (Huelva), Voces Verdes de la Tartéside (Huelva), Pena Ventosa (Amarante), Cintilações da Sombra I e II (Lisboa), Arqueologia da palavra e a Anatomia da Língua (Moçambique), 100 poemas para Albano Martins, Amado Amato (Castelo Branco), Doce Inimiga (Braga). Tem colaborado em várias revistas de poesia onde se destacam: Mealibra (V.Castelo), Sulscrito (Faro), Cultura Entre Culturas, nº 3, Conflitos (CEMD). Participou na organização do caderno dedicado a António Ramos Rosa publicado na Revista Cultura Entre Culturas, nº 4, onde intermediou os conteúdos e colaborou com trabalho fotográfico e escrito; prestou colaboração idêntica para o caderno dedicado ao mesmo poeta e publicado na Revista Nova Águia nº 13 (2014).
Co-organizou três exposições de desenhos de António Ramos Rosa no Algarve (Câmara municipal de Faro e Universidade do Algarve) e no ICS-Univ de Lx. Coordenou a publicação dos sete primeiros livros da Colecção de Poesia Meia-Lua da editora Lua de Marfim. Em 2012 recebeu uma menção honrosa no Prémio Internacional de Poesia NOSSIDE (Unesco) e recebeu uma medalha no Premio internacional de Poesia NOSSIDE 2013, com poemas publicados em antologia. Neste mesmo ano foi publicado o seu primeiro livro, “tradução das manhãs”, ao qual foi atribuído o Prémio Glória de Sant´Anna 2014 (primeira obra de autor em Portugal e países lusófonos).
--             
Edição: Poética Edições, Dezembro de 2014

Páginas: 116

Encadernação: capa mole

ISBN: 978-989-99187-1-9

*Para usufruir dos portes grátis neste artigo, ao efectuar a compra seleccione a opção oferta promocional  e insira p.f. o código "pgpe" no campo respectivo. Oferta NÃO válida em caso de envio para o estrangeiro. 

Fazer um comentário

Nome:


Comentário: Obs: HTML não suportado!

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código exibido na imagem abaixo:



Poetica © 2017