Presos a um sopro de vento [Portes Grátis*]

Presos a um sopro de vento [Portes Grátis*]
Editora: POÉTICA EDIÇÕES
Autor: Eufrázio Filipe
Pontos de fidelidade: 10
Disponibilidade: Em stock
Preço: 12,90€

“Sopro. Que palavra bonita. Parece-me ser a palavra mais bonita para definir a poesia do Eufrázio. Quem o lê sabe que se eleva num sopro e que ao regressar ao chão jamais o seu corpo terá a mesma densidade. Os braços hão-de ter-se alongado à procura do céu e perdido o peso das coisas que carregamos. Os lábios hão-de ter esboçado o silêncio mais depurador e um suspiro imperceptível há-de ter levado para longe os ruídos inúteis do nosso peito. O coração há-de ter reassumido a sua forma original e os olhos libertado para sempre a visão das coisas feias deste mundo.”

Excerto do prefácio por Virgínia do Carmo

--

Chamei-te mar
No mais íntimo da pele 
desgrenhei o vento 
para te desassossegar os cabelos
escrevi na água 
da chuva 
para ver 
como as palavras 
se desmoronam
No mais íntimo da pele 
lá estavas azul 
tão azul tão azul 
que te chamei mar
e já é tanto

-- 
Eufrázio Filipe, inscrito na Sociedade Portuguesa de Escritores. Participou em várias colectâneas de Poesia, foi colaborador de várias publicações: República (Lisboa), Suplemento Diário de Lisboa, A Opinião (Porto), Noticias da Amadora (Amadora), Jornal do Centro (Coimbra), Independência D'Águeda (Águeda), Libertação (Aveiro). Foi director da revista "Movimento Cultural", da Associação dos Municípios do Distrito de Setúbal, Revista Poder Local.

Obras Editadas: Poemas Para Quem Quiser (Poesia, 1969/75 edição do autor, 1976); A Secular Barca do Zé (Contos, Plátano Editora, 1978); A Linguagem dos Espelhos (Poesia, Livros Horizonte, 1982); Espelho das Viagens (Romance, Plátano Editora, 1982); Vagarosos Instantes (Poesia, Barca Nova Editor, 1984); Mar Arável (Poesia, Livros Horizonte, 1988); A Profanação das Metáforas (Poesia, Outra Banda, 1994); A Inocência dos Murais (Poesia, Estuário Publicações, 2003); Que Fizeste das Nossas Flores (Poesia, Papiro Editora, 2008); Seixal Somos Todos Nós (Crónicas Políticas, Edição Câmara Municipal do Seixal, 2009); Para Lá do Azul (Poesia, Editora Temas Originais, 2010); Caçador de Relâmpagos (Contos, Âncora Editora, 2010); Chão de Claridades (Colectânea de Poesia 2008/2012, Lua de Marfim, 2013).

Edição: Novembro de 2014

64 páginas

--

*Para usufruir dos portes grátis neste artigo, ao efectuar a compra seleccione a opção oferta promocional  e insira p.f. o código "pgpe" no campo respectivo. Oferta NÃO válida em caso de envio para o estrangeiro.

 

Fazer um comentário

Nome:


Comentário: Obs: HTML não suportado!

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código exibido na imagem abaixo:



Poetica © 2017